Cuidado: As histórias sempre se repetem, você está sendo vítima delas?

Tempo de leitura: 2 minutos

Olá pessoal, tudo jóia.

O ser humano está sempre em busca de 2 coisas: maximizar o prazer e reduzir a dor. Pare pra pensar um instante, a todo o instante ou você reage por medo ou por amor.

Podemos definir “personalidade” como “a organização integral e dinâmica do contexto formado pelos atributos físicos, mentais e morais do indivíduo, compreendendo as características hereditárias e as adquiridas durante a vida: hábitos, interesses, inclinações, complexos, sentimentos e aspirações.“

A formação da personalidade tem início a partir do nascimento. Assim, os primeiros anos de vida de uma pessoa são decisivos para a gênese de sua futura personalidade. Neste período são delineadas as principais características psíquicas, a partir da relação da criança com os pais, pessoas próximas, objetos e meio ambiente. Por isso, estas relações devem suprir todas as necessidades físicas e psico-lógicas da criança. A não satisfação das mesmas pode causar sérios prejuízos à formação da personalidade.

Quando ainda estamos em nossa infância, a maior parte de nossa personalidade, é estabelecida até os 7 anos de idade. Durante esse período, em nossa educação, muita das coisas que são nos faladas ficam registrados em nosso mais profundo ser.

E porque eu estou contando isso? Simples, o que faltou de alguma forma na sua infância é o que será sua eterna busca quando for adulto.

Isso é o que eu tenho verificado constantemente em meus atendimentos. Quando um cliente chega com alguma demanda de objetivo a ser trabalhado, ele caminha, tem progresso, mas chega uma hora que ele simplesmente “trava”, não consegue mais progredir em direção ao que ele quer.

Sabe por quê?

 Tudo nessa vida é crença, absolutamente tudo. Elas podem ser crenças potencializadoras ou limitantes, quando vejo que um cliente empaca, após investigação minuciosa, verifico que são as crenças que foram colocadas nele quando ainda era uma criança.

E por que isso é importante pra você?

Questione. Sempre questione você mesmo e verifique as respostas que você está dando a você mesmo são válidas.

Você pode estar perdendo uma grande oportunidade de realizar mais e ser mais feliz, porque você pode estar em busca de algo que na verdade você não precisa buscar.

Pense nisso.

Um abraço do Denis

PS.: Você já fez o teste de percepção? Não, cadastre-se na minha lista vip e baixe ele.

2 Comentários


  1. Os artigos são excelentes , nos levam a várias reflexões . De uma forma objetiva e coesa ,as palavras fazem todo sentido no dia-a-dia.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *